Adestramento

guabi620

consulta ID3

App CBH

Fabiana Murer e Murilo Endres são os melhores do esporte em 2010. Após votação através de um colégio eleitoral e do público, via Internet, o anúncio dos vencedores foi feito na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) na noite desta segunda-feira, dia 20, no Teatro do MAM, no Rio de Janeiro. “Quando fui indicado para concorrer ao Prêmio Brasil Olímpico, nunca poderia imaginar que seria o vencedor. Quero agradecer a meus companheiros de seleção e a meus companheiros de clube. E gostaria de dedicar este prêmio a minha esposa Jaqueline, que faz parte do meu crescimento como pessoa e como atleta”, disse Murilo.

 Carlos Arthur Nuzmann, presidente do COB, com os melhores do ano Fabiana Murer e Murilo Endres; foto: Getty Images
 

Estou muito contente com esta premiação. A vida de atleta é muito dura e imagino o sacrifício que as outras concorrentes também passaram para alcançar seus objetivos este ano”, afirmou Fabiana. “Divido esse prêmio com meu técnico, Elson Miranda, eleito melhor técnico do ano e com meus colegas de treino, que me ajudaram a saltar mais alto e mais longe”, concluiu Fabiana.

O ano de 2010 teve um gosto especial para campinense Fabiana Murer. Coube à brasileira o papel de protagonista do salto com vara no cenário mundial. Em 2010, Fabiana conquistou diversos títulos internacionais, como o Mundial Indoor, em Doha, a Liga Diamante, o Grande Prix de Birminghan, o Campeonato Ibero-americano de San Fernando, além de ter estabelecido três recordes sul-americanos indoor.

Em 2010, Murilo conquistou todos os títulos que disputou em 2010 com a camisa da Seleção Brasileira. Em Córdoba, na  Argentina, ajudou o Brasil a conquistar a Liga Mundial pela nona vez. Conquistou ainda o tricampeonato Mundial, em Roma (ITA). Nas duas competições, Murilo foi eleito o melhor jogador.

Além de Murilo, no masculino, concorreram Cesar Cielo (natação) e Leandro Guilheiro (judô). No feminino a disputa teve também Ana Marcela Cunha (maratonas aquáticas) e a dupla Juliana e Larissa (vôlei de praia). Além dos melhores do ano, o Prêmio Brasil Olímpico homenageou também os melhores em cada uma de 47 modalidades (lista abaixo).

O Prêmio Brasil Olímpico 2010 teve como tema principal a participação da juventude no esporte e o papel social, de integração e de cidadania que a atividade esportiva proporciona para milhões de jovens brasileiros. A delegação brasileira que disputou os Jogos Olímpicos da Juventude Cingapura 2010 recebeu uma homenagem especial, no palco do Prêmio Brasil Olímpico. “Nossos atletas estão se superando e quebrando mais marcas ao redor do mundo do que o esperado. Essa geração nos dará muitas alegrias nos Jogos Olímpicos Rio 2016, passando por Londres-12 e os outros eventos destes ciclos olímpicos”, disse o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman. “Nós não vamos medir esforços para fazer o melhor para o atleta brasileiro”, afirmou Nuzman.

 
Orlando Silva, ministro dos Esportes, Sérgio Cabral, governador do Rio, Carlos Nuzmann, presidente do COB, e Eduardo Paes, prefeito do Rio, durante homenagem a Lula (ao centro), presidente da República, pelo seu apoio e incentivo ao esporte; foto: Getty Images
 


Além da comunidade esportiva brasileira, atletas e ex-atletas, estiveram presentes à cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva; o ministro do Esporte, Orlando Silva; o governador do Rio, Sérgio Cabral; o prefeito do Rio, Eduardo Paes; o ministro do Esporte, Orlando Silva; o ministro das Cidades, Márcio Fortes; o ministro da Secretaria Geral, Luiz Dulci; o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha; o ministro de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Elói Ferreira; a ministra de Política para Mulheres, Nilcéa Freire; os senadores Inácio Arruda e Régis Fichtner, presidentes das Confederações Brasileiras Olímpicas, entre outros.

O presidente Lula, o governador, o prefeito e o ministro do Esporte foram homenageados durante a cerimônia. “O senhor é o Presidente da República que mais fez pelo esporte brasileiro em toda a História da nossa República”, disse Carlos Arthur Nuzman. “Quando me perguntam como ganhamos o direito de receber os Jogos Olímpicos, eu respondo: com profissionalismo. Jogamos fora o complexo de vira-latas e viramos cidadãos para fazer o que precisa ser feito para melhorar o Brasil”, disse o presidente Lula. “E agora nós queremos transformar o esporte no Brasil. Não podemos mais falar em gastos no esporte. O termo correto é investimento. E precisamos de muito investimento para transformar o Brasil definitivamente em uma potência olímpica”, afirmou o presidente Lula.

O prêmio - A escolha dos melhores atletas em cada uma das 47 modalidades e a definição dos três indicados em cada categoria, masculina e feminina, para concorrer ao Troféu Melhor do Ano no Esporte foi realizada por um júri composto por jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte. Este mesmo júri  apontou os vencedores a melhor do ano. Esse voto teve peso de 50% na eleição final após computados os votos dos internautas.

Em 2010, além de atletas individuais passaram a concorrer ao melhor da modalidade e ao melhor do ano equipes, times, técnicos, duplas, trincas ou quadras, como revezamentos do atletismo e da natação. Esse novo critério permitiu que a dupla Juliana e Larissa vencesse na modalidade e concorresse ao troféu Melhor do Ano no Esporte. Outro exemplo da abertura que o Prêmio Brasil Olímpico proporcionou, o troféu de melhor na natação sincronizada em 2010 irá para a equipe brasileira, assim como no vôlei o troféu será entregue à Seleção masculina tricampeã mundial na Itália.

O Oscar do esporte brasileiro, o Prêmio Brasil Olímpico 2010 prestou homenagens ainda a outras categorias: Melhor Técnico (Elson Miranda, no individual, e Bernardinho, no coletivo), Melhores Atletas Escolares (Emanuelle Lima e Vitor Guaraldo, de 12 a 14 anos, Tamiris Liz e Ruan Isquierdo, 15 a 17 anos) e Universitários (Valéria Schmidt e Moacir Zimmermmann), Melhores Atletas Paraolímpicos (Edênia Garcia e Daniel Dias), Melhor Técnico Paraolímpico (Rômulo Lazareti, indicados pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro) e o Troféu Adhemar Ferreira da Silva (Eder Jofre). O Troféu COI “Inspirando a Juventude” foi oferecido pelo Comitê Olímpico Internacional ao COB, em reconhecimento ao projeto das Olimpíadas Escolares. “Vocês não sabem a satisfação e a alegria que estou sentindo por ter recebido esta homenagem. Não encontro palavras para descrever o que estou sentindo”, disse Eder Jofre, que recebeu uma das homenagens mais emocionantes da noite.

No hipismo, mais uma vez, Rodrigo Pessoa foi o indicado no Salto. No Adestramento, pelo segundo ano consecutivo, Luiza Almeida e no Concurso Completo de Equitação o prêmio coube a Ruy Fonseca. Dentre os três atletas, somente Luiza Almeida está em atividade no país e é filiada à Federação Paulista de Hipismo.

 Luiza Tavares de Almeida recebendo seu Prêmio no palco do MAM no Rio de Janeiro; foto: Getty Images
 

Ruy Fonseca, cavaleiro paulista radicado na Holando, recebendo seu merecido troféu no palco do MAM; foto: Getty Images


Além das homenagens e premiações, o Prêmio Brasil Olímpico 2010 teve como atrações culturais o grupo Melanina Carioca, Gabriel O Pensador e Toni Garrido.

Os melhores de 2010 em cada modalidade:
 Atletismo – Fabiana Murer
Badminton – Daniel Paiola
Basquete – Tiago Spliter
Boliche – Roberta Rodrigues
Boxe – Roseli Feitosa
Canoagem Slalom – Silvia Gnadt
Canoagem Velocidade – Nivalter Santos
Ciclismo BMX – Mayara Perez
Ciclismo Estrada – Rafael de Matos Andriato
Ciclismo Moutain Bike – Rubens Donizete de Valeriano
Ciclismo Pista – Janildes Fernandes
Desportos na Neve – Mirlene Picin
Desportos no Gelo – Fabiana Alves dos Santos
Esgrima – Cleia Guilhon
Esqui Aquático – Marcelo Giardi
Futebol – Paulo Henrique “Ganso”
Futsal – Alessandro Rosa Vieira (Falcão)
Ginástica Artística – Jade Barbosa
Ginástica Trampolim – Daienne Lima
Ginástica Rítmica – Angélica Kvieczynski
Handebol – Alexandra Nascimento
Hipismo Adestramento – Luiza Almeida
Hipismo CCE – Ruy Fonseca
Hipismo Saltos – Rodrigo Pessoa
Hóquei sobre Grama – Daniel Tatara
Judô – Mayra Aguiar
Karatê – Douglas Brose
Levantamento de Peso – Fernando Reis
Luta – Joice Silva
Maratona Aquática – Ana Marcela Cunha
Natação – Cesar Cielo
Natação Sincronizada – Equipe de natação sincronizada
Patinação Artística – Juliana Almeida
Pentatlo Moderno – Yane Marques
Pólo Aquático – Luiza Carvalho
Remo – Fabiana Beltrame
Saltos Ornamentais – César Castro
Squash – Rafael Alarcon
Taekwondo – Marcio Wenceslau
Tênis – Thomaz Bellucci
Tênis de Mesa – Gustavo Tsuboi
Tiro com Arco – Bernardo Oliveira
Tiro Esportivo – Felipe Wu
Triatlo – Reinaldo Colucci
Vela - Bruno Prada e Robert Scheidt (Classe Star)
Vôlei de Praia – Juliana e Larissa
Vôlei – Seleção adulta masculina de vôlei
 

Fonte: Assessoria de Imprensa do COB / Textual; foto: Getty Images (reprodução somente mediante cadastro)
 
 
 

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 17:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital