CCE

hipismobrasilprincipal

ID CBH 4

Pura emoção na final do Concurso Completo de Equitação (CCE) nos Alltech FEI Jogos Equestres Mundiais nesse domingo, 3/110.  No CCE que é disputado pela soma do melhor desempenho em três modalidades - Adestramento, Cross Country e Salto - a Grã Bretanha se manteve firme e levou ouro por equipes. Enquanto o alemão Michael Jung e seu Le Biostetique Sam confirmou a liderança após as duas primeiras parciais e sagrou-se campeão individual.

 O alemão Michel Jung com La Biosthetique Sam, de 10 anos, filho de Stan The Man XX em Halla: campeão mundial de CCE 2010; foto: FEI / Peter Nixon 
 

A vitória de Jung se concretizou com facilidade quando, último a largar no Salto, realizou mais uma impecável performance com seu La Biosthetique Sam, sem faltas, em 84s82, 6º melhor tempo entre os 23 conjuntos que fizeram pista limpa na decisão final. Somados o 1º lugar no Adestramento, o 10º no Cross Country, o alemão conquistou o ouro com apenas 33 pontos negativos.

 

Michael Jung com seu La Biosthetique Sam no Concurso Completo; foto: FEI / Kit Houghton
 

O britânico William Fox-Pitt, cujo desempenho polido com Cool Mountain assegurou-lhe a prata individual, elogiou o desempenho do alemão.  "Bem sinceramente, o Michel Jung é o número 1 e o resto vem em lugar algum. Ele está tão à frente que todos vamos ter que trabalhar muito duro nos próximos dois anos!", destacou Fox-Pitt, que fechou com 42 pontos negativos.

 William Fox-Pitt montando Cool Mountain: ouro por equipes e prata individual; foto: FEI / Peter Nixon 
 


 Andrew Nicholson com Nereo conquistou o bronze pela Nova Zelândia totalizando 43,50 pontos negativos.

 Andrew Nicholson com Nereo: bronze individual e por equipes pelas cors da Nova Zelândia; foto: FEI / Peter Nixon
 

A medalha de ouro por equipes da Grã Bretanha em Jogos Equestres Mundiais, a primeira desde 1994, veio pelo mérito de William Fox Pitt / Cool Mountain, Mary King / Imperial Cavalier, Nicola Wilson / Opposition Buzz, todos sem faltas no Salto, e Tina Cook / Miners Frolic que contabilizou dois derrubes.

 O time da Grã Bretanha comemora unido no alto do pódio; foto: FEI / Peter Nixon
 

A reviravolta no quadro final das equipes foi a queda dos EUA para o 4º posto e a sensacional ascensão do Canadá que levou a medalha de prata. Já o bronze coube ao time da Nova Zelândia, fazendo jus à tradição do país na modalidade.

Jung, de 28 anos,  agora espera competir com Sam nas Olimpíadas de Londres em 2012. "Nos últimos anos, eu e o meu cavalo crescemos juntos e espero que a gente consiga chegar a Londres", declarou o campeão.

 Jung e seu La Biosthetique: uma parceria que deu certo; foto: FEI / Peter Nixon
 

Os britânicos terão que ser batidos em seu próprio solo nas Olimpíadas e Fox-Pitt destacou o espírito de equipe que contribui para o sucesso desse esporte duro em seu país que detém agora detêm cinco títulos mundiais 1970, 1982, 1986, 1994 and 2010.

"Temos um apoio fantástico dos nossos patrocinadores e torcida, do nosso chefe de equipe e da BOA - British Olympic Association. Nosso stuff é perfeito e temos um grande time de cavaleiros. Damos muito trabalho uns aos outros, mas, também, nos divertimos muito!"

Ruy Fonseca com Tom Bombadill Too honra o Brasil

Com o melhor resultado brasileiro nos três dias de competição, o ginete paulista radicado na Inglaterra Ruy Fonseca com seu Tom Bombadill Too fechou a competição na 36ª colocação, totalizando 81,50 pontos.

Ruy Fonseca com seu valente e brioso Tom Bombadill Too em clique no Concurso 4* em Luehmuelhen 2010; foto arquivo pessoal FB Ruy Fonseca: Kerstin Hoffmann
 

No Adestramento, em 1/10, Ruy e Tom Bombadill Too registraram 64,67 pontos negativos e o 49º posto entre um total de 79 concorrentes. Demais brasileiros, Guto de Faria com Ritz Carlton, Jesper Sigfrid Martendal com Land Jimmy e Guega Fofanoff com Ekus TW fecharam em 74º, 77º e 79º lugar.

No sábado, em 2/10, Ruy e seu Tom Bombadill Too fizeram uma belissima apresentação no cross country sem faltas no percurso de 28 obstáculos em 12 minutos e 26 segundos obtendo o 42º posto. Jesper e Land Jimmy perderam 40 pontos em 12 minutos em 58 segundos. Os outros dois conjuntos brasileiros - Guto com Ritz Carlton e Guega com Ekus TW - foram eliminados.

Finalmente, no Salto, Ruy e Tom Bombadill Too puderam mostrar toda sua categoria com pista limpa no excelente tempo de 81s47 - rendendo-lhe o 2º posto na prova.

 Missão cumprida - Ruyzinho Fonseca ao lado sua namorada, a medalhista pan-americana de adestramento Renata Rabello Costa, com Vitor Teixeira Luis Rocco e time de apoio; foto: Rafael Christianini / cedida   
 

Já Jesper com seu Land Jimmy, ainda cansado do cross, perdeu 34 pontos. No computo geral, o Brasil fechou 12º lugar entre 14 equipes.

Números da competição

Adestramento

80 competidores de 14 países estavam inscritos na largada do adestramento - Alemanha, Austrália, Africa do Sul, Bélgica, Brasil, Canadá, França, Grã Bretanha, Irlanda, Itália, Japão, Nova Zelândia, Suécia, Grã Bretanha e EUA

Cross Country

79 cavalos largaram no Cross Country de 28 obstáculos entre os quais 76% completaram o percurso
39 zeraram nos obstáculos, 12 mantiveram-se dentre do tempo limite
Foram 10 quedas, 4 em que os cavalos cairam e 6 quedas de cavaleiros

Salto

55 conjuntos (cavalo/cavaleiro) largaram na prova final
23 conjuntos  zeraram o percurso

Clique aqui e consulte o resultado completo.

Com a fonte: Carola May com dados FEI - Louisse Parkes

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital