Enduro

guabi620

consulta ID3

App CBH

Na noite dessa quinta-feira, 27/11, Rodrigo Pessoa foi condecorado com o diploma "Pierre de Coubertin World Fair Play 2010" por seu generoso fair play durante o Rodízio Rolex Final Four - prova de rodízio em que os quatro cavaleiros finalistas decidiram a medalha individual nos Jogos Equestres Mundiais 2010, em outubro.

Rodrigo Pessoa, melhor cavaleiro brasileiro de todos os tempos, em clique espetacular na grande final nos Jogos Equestres Mundiais 2010; foto: FEI

O cavaleiro brasileiro - campeão mundial em 1998, campeão olímpico 2004 e tricampeão da Copa do Mundo 1998, 1999 e 2000, foi um dos quatro finalistas. Os outros três desafiantes foram o campeão olímpico 2008 Eric Lamaze do Canadá, o belga Phillipe Le Jeune, em sua quarta participação em Jogos Equestres Mundiais, e o jovem cavaleiro saudita Abdullah Sharbatly fazendo a sua primeira competição desse nível. Conforme a regra, os quatro cavaleiros largaram primeiramente com suas próprias montarias e depois voltaram a cumprir o percurso com os cavalos de seus demais concorrentes.

Quando Sharbartly se preparava para montar Rebozzo, montaria de Rodrigo Pessoa, o saudita pediu conselhos ao experiente brasileiro. Rodrigo não hestiou: indicou a melhor maneira de montar seu cavalo e apontou os obstáculos mais difíceis ao longo do traçado do percurso. O cavaleiro saudita zerou a pista, garantindo a medalha de prata, enquanto Rodrigo ficou fora do quadro de medalhas na 4ª colocação. Sua atitude generosa foi reconhecida com fortes aplausos do público no Rolex Stadium em Lexington no Estado do Kentucky, nos EUA.

Pessoa foi um dos três atletas que receberam o diploma Pierre de Coubertin World Fair Play 2010 ao lado da judoca bulgara Yoana Damyanova e da triatleta Raquel Mafra Rocha de Portulgal, que competiram na 1ª edição dos Jogos Olímpicos da Juventude em Singapura no ano passado.
 
O esporte equestre comemora alta global com a indicação da Federação Equestre Internacional (FEI) ao Troféu Willi Daume World Fair Play, por sua promoção do fair play. A nomeação da FEI se deu devido a inclusão do Adestramento Paraequestre como uma de suas disciplinas. “A FEI é a única federação internacional que inlcuiu um evento para atletas com necessidade especiais na programação de um Campeonato Mundial", atestou a AIPS - Associação Internacional de Imprensa Esportiva.
 
A festa de premiação aconteceu no Beau-Rivage Palace Hotel em Lausanne seguido por um seminário da AIPS sobre o tema:  “Integrity in Sport – Illegal Betting, the Threat”.  Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional, abriu o seminário. Rodrigo Pessoa - que em 2010 também passou a ocupar o cargo de técnico da equipe brasileira de Salto - não pôde comparecer ao evento por estar competindo em Wellington, na Florida (EUA).

O "International Committee for Fair Play - (CIFP)" foi fundadado em Paris, em 5 de dezembro de 1963 por representantes da AIPS, UNESCO e o "International Council of Sport Science and Physical Education (ICSSPE)" e federações internacionais Basquete, Futebol, Rugby e Wrestling (esporte em que o praticante tenta derrotar um oponente sem atacá-lo com objetos inanimados).

Fonte: FEI - tradução / versão: C. May
 

               novo logo cob 75                              ministerioesp227 2017              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150 / Fax: (21) 2277-9165

© Copyright 2010 - 2017   |   Todos os direitos reservados   |   Produzido por Magoo Digital