guabi620

consulta ID3

App CBH

Estreante em Olimpíadas e reserva da equipe de Salto, a amazona paulista surpreendeu ao conquistar a melhor colocação entre os brasileiros do hipismo nos Jogos: um 10º lugar que depois viria ser o 9º lugar.

Uma série de imprevistos marcou a participação da equipe brasileira de Salto no Centro Equestre de Shantin, em Hong Kong, local das competições de hipismo nos Jogos Olímpicos de Pequim. Dois dias antes da estréia, Álvaro Afonso de Miranda Neto, o Doda, comunicou sua desistência em razão de uma lesão em AD Picolien Zeldenrust. Assim, a jovem amazona paulista Camila Mazza de Benedicto montando Bonito Z, conjunto campeão brasileiro sênior top 2008, veio a garantir a sua primeira participação olímpica.

 

Camila e Bonito Z saltando em Deodoro na conquista do título brasileiro sênior top 2008 - resultado que lhe garantiu o direito de disputar a vaga na equipe olímpica na segunda fase de seletivas no circuito europeu

O Brasil fez ótima estréia na 1ª classificatória individual no dia 15/8 com Bernardo Alves/Chupa Chup 2 e Pedro Veniss/Un Blanc des Bancs zerando a pista, Rodrigo Pessoa/Rufus somando um ponto por excesso de tempo e Camila somando 5 pontos perdidos.

O medalhista pan-americano de ouro por equipes Pedro Veniss com Un Blanc des Blancs fez uma bela estréia, mas uma queda na 2ª prova os tirou dos Jogos

No dia 17/8, na 2ª classificatória individual e 1º round da final por equipes, Rodrigo zerou o percurso, Bernardo somou 12 pontos, Camila, 13 e Pedro Veniss sofreu uma queda no penúltimo obstáculo sendo eliminado. Com os 25 pontos perdidos o Brasil terminou na 10ª colocação.

Em busca da medalha Individual

Se por equipe o sonho de medalha foi adiado, as expectativas foram mantidas na disputa individual, dia 18/8 - data da final por equipe – em que Rodrigo Pessoa defendia o ouro conquistado quatro anos antes nos Jogos de Atenas.

Com a 2ª passagem da Copa das Nações válida como 3ª classificatória, Camila foi a primeira a entrar em pista. Cometendo duas faltas - na testeira de nº 4 e na entrada do duplo de verticais, nº 8 – a quinta mulher a representar o Brasil em uma Olimpíada computou 9 pontos perdidos (1 por excesso). Campeã das seletivas realizadas no Brasil - e que conquistou sua vaga na equipe na 2ª fase de seletivas na Europa - Camila saiu satisfeita ao término de seu terceiro percurso olímpico em Shatin fechando com 27 pontos perdidos. O resultado colocou a paulista no 38º posto individual, empatada com a amazona top suíça Christina Liebherr.

Bernardo Alves, cavaleiro top mineiro radicado na Europa, foi o próximo brasileiro na pista. Sua montaria Chupa Chup 2, que tem dificuldade em saltar o rio, ficou entre os que pisaram na faixa e depois em uma apresentação muito firme e tranquila cometeu somente mais uma falta no muro de nº 11. Com 20 pontos perdidos, o brasileiro que disputava sua segunda Olimpíada, garantiu o 27º posto entre os finalistas e a chance de brigar por sua primeira medalha olímpica.

O conjunto medalha de ouro por equipes no Pan RIO 2007 Bernardo Alves e Chupa Chup em belo clique na arena de Shatin em Hong Kong

Em seu terceiro show em pista, Rodrigo e Rufus mais uma vez voaram fazendo apenas uma falta na vertical final ou "alerta" para Final individual em 7º lugar.

Rodrigo Pessoa e Rufus, conjunto ouro por equipes e prata individual no Pan RIO 2007,  na briga pela pódio em Pequim 2008

Todos os 35 finalistas ganharam o direito de entrarem zerados na 1ª passagem do GP no dia 21/8, em que os 20 melhores se habilitariam a 2ª passagem do GP que decidiu a medalha individual.

Às vésperas da competição, no entanto, os atletas brasileiros foram surpreendidos com a eliminação de Chupa Chup 2 no doping por uso de capsaicina, componente de um gel. Com a saída de Bernardo e de outros três conjuntos, Camila Mazza entrou no grupo dos 35 conjuntos habilitados ao primeiro percurso da Final ao lado de Rodrigo Pessoa.

Confiante, a campeã Sênior Top de 2008 zerou o 1º percurso enquanto Rodrigo cometeu uma falta.

Camila e Bonito Z mostraram garra e superação em Pequim 2008 - garantindo o melhor resultado brasileiro nos Jogos

No 2º percurso, Camila cometeu duas faltas e Rodrigo zerou – mesmo resultado de outros seis conjuntos – tornando-se o único brasileiro com direito à disputa do Bronze, uma vez que as medalhas de Ouro e Prata foram disputadas pelos dois duplos zeros da competição: o canadense Eric Lamaze/Hickstead que acabou levando o Ouro e o sueco Rolf Goran Bengtsson/Ninja dono da Prata.

Na busca pelo Bronze três conjuntos zeraram a pista e a classificação foi decidida no tempo. O Bronze acabou nas mãos da norte-americana Bezzie Madden/Authetic (35s25), o 4º lugar com a alemã Meredith Michael Beerbaum/Shutterfly (35s37) enquanto Rodrigo Pessoa/Rufus (37s04) ficou com a 5ª colocação. Em 1º setembro, no entanto, a FEI divulgou que um exame de doping acusou em Rufus a mesma substância encontrada em Chupa Chup 2 e Rodrigo perdeu a classificação. Camila, que tinha ficado em 10º lugar no cômputo geral subiu para o 9º lugar, sendo este o melhor resultado de uma amazona brasileira em Olimpíadas.

Fotos: FEI - Kit Houghton; Beijin site oficial, Emerson Emerim e arquivo pessoal 
 

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital