guabi620

consulta ID3

App CBH

Um fato histórico teve lugar na abertura dos Jogos Equestres Mundiais Alltech FEI neste sábado, 25 de setembro, no Kentucky Horse Park em Lexington, um dos mais conhecidos centros equestres, localizado no coração dos Estados Unidos.

Esta será a sexta edição dos jogos, a primeira a acontecer fora da Europa e a primeira a ter um patrocinador deste porte: a companhia de nutrição animal Alltech.

Inclusão

Estes serão os jogos mais abrangentes de todos, com a inclusão de uma modalidade para-equestre perfazendo um total de oito modalidades: enduro, rédeas, adestramento, concurso completo, salto, atrelagem, para-adestramento e volteio.

"Para aqueles que gostam da excitante combinação entre cavalos e esporte, os Jogos Equestres Mundiais são um "must"," assinala a presidente da FEI, princesa Haya. "Esperamos um alto nível de equitação, troca de conhecimento e habilidades, campeões merecedores e, sobretudo, um grande encontro da famíla equestre mundial."


Enduro - 26 a 27/9

Atuais campeões: França (equipes) e Miguel Vila Ubach / Hungares - Espanha (individual)

O enduro testa a velocidade e vigor do cavalo e a habilidade do cavaleiro, que deve controlar o ritmo do animal a fim de que este termine o percurso em boas condições. A competição é de 160 Kms, com vet checks regulares para analisar se os cavalos estão em condições de continuar. Ganha o competidor que fizer o menor tempo, porém é preciso passar por uma inspeção veterinária final.

Entre os favoritos à medalha medalha individual está a espanhola Maria Alvares Ponton e Nobby que, juntos já escreveram seus nomes na história do enduro em 2008, vencendo o Campeonato Mundial e o Europeu. A França tem apresentado performances consistentes, mas o Emirados Árabes tentarão fazer o melhor para conseguir o título por equipes.

Equipe brasileira em Kentucky 2010

André Vidiz / Nuit Endurance, Fernando Gonçalves / Mustaz, Karina Arroyo / Nadjin e Lilian Garrubo / Judah


Rédeas - 25 a 30/9

Atuais campeões: EUA (equipes) e Duane Latimer / Hang Ten Surprize - Canadá (individual)

Os americanos são fortes favoritos à medalha de ouro por equipes, mas o Canadá com certeza virá atrás da medalha que deixou escapar por tão pouco em 2006 - apenas 0,5 pontos. No individual, Rudi Kronsteiner, austríaco, com seu parceiro Einstein´s Revolution prometem brigar pela vitória, mas enfrentarão forte concorrência, com países com Alemanha, Itália e Austrália e os sul americanos trabalhando duro para melhorar suas performances.


Equipe brasileira em Kentucky 2010

Paulo Koury Neto / Spin Zone Whiz, João Felipe Lacerda / Remenica N Poco,João Antonio Salgado Filho / Leopardo do Infinito e wellington Jesus Teixeira / SJ Rodopio


Adestramento - 27/9 a 1/10

Atuais campeões: Alemanha (equipes), Isabell Werth / Satchmo - Alemanha ( Grand Prix Special - Individual) e Anky Van Grusven / Salinero - Holanda (Grande Prêmio Estilo Livre)

A questão é se a Alemanha continuará mantendo sua supremacia sobre a Holanda, atual campeã Européia, mas ainda tentando um título mundial por equipes.

A grande artista Isabell Werth está de volta depois de dar à luz ano passado. Mas os holandeses, com Edward Gal e seu garanhão recordista de pontuação Totilas e Adelinde Cornellissen montando Parcival, podem ser bem difíceis de bater.

A nação anfitriã também espera entrar na batalha, especialmente com o vencedor da Copa do Mundo Rolex FEI 2009, Stefan Peters e Ravel, enquanto que a Inglaterra vem com Laura Bechtolsheimer e Mistral Hojris.

Equipe brasileira em Kentucky 2010

Luiza Tavares de Almeida / Samba
Rogério da Silva Clementino / Portugal
Marcelo Alexandre / Signo dos Pinhais 


Concurso Completo de Equitação (CCE) - 30/9 a 3/10

Atuais campeões: Alemanha (equipes) e Zara Philips / Toytown - Inglaterra (Individual)

O CCE é um esporte familiar em Kentucky, lar do mundialmente famoso Rolex CCI4*, mas o percurso do cross foi totalmente remodelado pelo "course designer" Mike Etherinrton-Smith, da Grã Bretanha.

Mais uma vez a Alemanha é a equipe a ser batida, sendo que três de seus membros fizeram parte da equipe ouro em 2006: Ingrid Klimke, Andreas Dibowski e Frank Ostholt.

Outros medalhistas de ouro que estarão em campo são: Mark Todd e Andrew Nicholson, membros das equipes da Nova Zelândia em Estocolmo / 1990 e Roma / 1998; Mary King e Kristina Cook, integrantes da equipe vencedora em Haia em 1994; e o campeão individual em Jerez / 2002, o francês Jean Teulere.

Equipe brasileira em Kentucky 2010

Guto de Faria / Ritz Carlton, Serguei Fofanoff / Ekus TW, Ruy Fonseca / Tom Bombadill Too e Jesper Sigrif Martendal / Land Jimmy


Salto - 4 a 9/10

Atuais campeões: Holanda (equipes) e Jos Lansink / Cumano - Bélgica (individual)

O atual time campeão dos Países Baixos já não tem mais a mesma força de quatro anos atrás. Alemanha e França já ganharam o Mundial duas vezes cada, entretanto os EUA são os atuais campeões olímpicos e estão jogando em casa. E não se pode subestimar a Irlanda, que surpreendeu ao vencer em Aachen em julho deste ano.

Os EUA também vão brigar pelo título individua, com McLain Ward e Sapphire em brilhante forma nos últimos meses. O francês Kevin Staut é atualmente líder do Ranking Rolex e a lista de concorrentes inclui o campeão da Copa do Mundo 2010 Marcus Ehning da Alemanha e o campeão olímpico Eric Lamaze do Canadá.

Mas prever o ganhador medalha individual é impossível. Os cavaleiros precisam de um cavalo extremamente talentoso para chegar à final. Aí tudo depende de experiência e habilidade de adaptação a um cavalo que nunca montaram, pois os quatro finalistas trocam suas montarias no último dia. Aquele que fizer menos faltas com seu cavalo e as montarias dos outros três concorrentes, leva o ouro.

Equipe brasileira em Kentucky 2010

Álvaro Affonso de Miranda Neto / Ashleig Drossel Dan,Rodrigo Pessoa / H H Rebozo, Bernardo Rezende Alves / Vancouver D’Auvray, Pedro Guimarães Veniss / Amaryllis e Luis Felipe de Azevedo Filho / Special  - Conjunto Reserva

 

Para-adestramento - 5 a 10/10

Pela primeira vez se apresentando nos Jogos Equestres Mundiais, esta modalidade foi reconhecida pela FEI em 2006 e proporciona às pessoas com deficiências físicas a oportunidade de competir em um esporte equestre de alto rendimento, ao lado de cavaleiros de todo o mundo.

A grande novidade será se outro país conseguir bater a Inglaterra, medalha de ouro por equipes em todas as disputas desde que o esporte começou e que tem o maior medalhista da história da modalidade, Lee Pearson com Anne Dunham, único cavaleiro a competir em todas as Para-olimpíadas.

Equipe brasileira em Kentucky 2010

Marcos Fernandes Alves / Luternay de Vernay, Vera Lucia Martins Massili / Rossini 130, Elista Meralanci / Redingen, David Salazr Pessoa Mesquita / Lester e Sergio Froes Ribeiro de Oliva / Reliquia

 

Volteio - 6 a 10/10

Atuais campeões: Alemanha (equipes), Megan Benjamin / EUA (Individual Feminino) e Kai Vorberg / Alemanha (Individual Masculino)

Neste exigente esporte, os atletas devem mostrar técnica, equilíbrio e boa forma física, além de criatividade. O julgamento acontece em duas rodadas: uma de estilo livre e a outra com exercícios obrigatórios. A performance do cavalo responde por 20% da nota total e ele deve permanecer calmo, controlado, equilibrado e contente. Seu condutor, ou "lounger", deve manter um galope firme e confiável em círculos, enquanto o volteador executa os movimentos.

O time austríaco venceu o campeonato europeu em 2009 e a amazona inglesa Joanne Eccles ficou com o título individual feminino, tornando-se uma das favoritas para Kentucky. O alemão Kai Vorberg defende que o título mundial masculino este ano, foi prata no campeonato europeu ano passado, quando Nicolas Andreani da França levou o ouro.

Equipe brasileira em Kentucky 2010

Yasmin Rodrigues Altmann, Mariana Veiga Alves, Isac Silva de Araújo, Sofia Dorazio Brokehausen, Giulia Francini, Maria Luiza Carvalho Giugni, Alexia Marie Lund, Nicolas Martinez Valencia e Bruna Larissa Nossa

Cavalos: Diva 506 e Mc Laren Holstein


Atrelagem - 7 a 10/10

Atuais campeões: Alemanha (equipes) e Felix Marie Brasseur / Bélgica (individual)

A atrelagem é um esporte em ascensão nos EUA e o objetivo do "course designer" Richard Nicoll nos Jogos Mundiais é expandir esse entusiasmo entre os espectadores no Kentucky Horse Park.

Holandeses, alemães, suecos, suíços e americanos prometem se degladiar na luta  pelas medalhas entre as equipes e o australiano Boyd Exell, duas vezes campeão da Copa do Mundo Rolex FEI, é o homem a ser batido no campeonato individual.

A competição consta de três fases - adestramento, maratona e cones - similar ao concurso completo, porém com quatro cavalos!

Realmente este será um acontecimento único realizado em 16 dias de inacreditáveis disputas.

O Brasil não participa da competição. A modalidade foi recém introduzisa no país e primeiro evento em território nacional deve acontecer ainda em 2010.

 

Fonte: FEI - tradução e versão FPH - L. Barbosa e C. May

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 17:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital