guabi620

consulta ID3

App CBH

Nesse domingo, 25/1, o medalhista olímpico brasileiro Doda Miranda, que passa sua terceira temporada consecutiva no Winter Equestrian Festival nos EUA, garantiu sua primeira vitória na temporada 2015. Montando AD Argos, um sela holandês de 10 anos filho de Padinus em Concorde, Doda venceu a prova Suncast Jumper Classic, a 1.50 metro, com U$ 34 mil em premiação.

O armação do percurso que fechou a terceira semana do Winter Equestrian Festival coube ao course-designer olímpico Leopoldo Palacios e contou com 58 conjuntos dos quais 14 habilitaram-se ao desempate. Nada menos que nove países estiveram representados entre os top 12 no placar final. Doda e AD Argos garantiram a vitória sem faltas em 32s23, única marca abaixo dos 33 segundos. Em 2º lugar chegou a mexicana Sofia Larrea com Jumex Sport Archimide, pista limpa, 33s056. Já o 3º posto foi do cavaleiro olímpico britânico Nick Skelton apresentando Deauville, sem faltas, 33s32.

doda argos wef

Doda e Argos saltaram para vitória no Palm Beach International Equestrian Center; img: Sportfot

Aos 7 anos, Argos garantiu a medalha de bronze no Campeonato Mundial de Cavalos de Novos em Lanaken, na Bélgica, então sob a sela do holandês Mathijs van Asten. Doda comprou Argos, hoje castrado, aos oito anos e mesmo com muito talento era um garanhão de temperamento bastante difícil. A vitória nesse domingo foi um prêmio pela dedicação ao longo de dois anos de trabalho.

"Foi com ele que quebrei o meu ombro aqui na sétima ou oitava semana no ano passado. O Argos é muito assustado com as pessoas. Também é muito corajoso, mas muito sensível, às vezes especialmente no modo de olhar as coisas. Você pode ter um obstáculo assustador e ele saltar sem problemas, mas depois ele pode estar vendo algo que você nem notou. Tem sido esse o desafio com ele", contou Doda.

"Hoje no obstáculo da Hermès no desempate, pensei que ele pudesse olhar as flores", emendou o cavaleiro. "Mostrei as flores a ele nas duas vezes que entrei na pista e ele ficou bem, mas poderia surpreender com algo inesperado. Por isso, competi com ele quatro vezes essa semana. Quando ele está um pouco mais cansado e eu sinto ele melhor e mais relaxado", explicou Doda. "Hoje senti muito orgulho dele. Ele foi o melhor e do modo que estava saltando seria difícil cometer algum erro."

O Festival de Inverno, com duração de 12 semanas, é a maior e mais longa competição de hipismo do mundo. Até o dia 29 de março, 5 mil cavalos e 2.800 cavaleiros de 31 países disputam no Palm Beach International Equestrian Center provas em diversas categorias que irão distribuir juntas mais de oito milhões de dólares em prêmios.

Doda Miranda é um dos cinco cavaleiros contemplados pelo projeto Brasil Medalhas, numa parceria entre a CBH, COB e Ministério do Esporte.


Com as fontes: Brasil Hipismo, Equestrian Sports Production e MKT Mix Comunicação; img: Sportfot

    novo logo cob 75                              ministerioesp227 2017              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150 / Fax: (21) 2277-9165

© Copyright 2010 - 2017   |   Todos os direitos reservados   |   Produzido por Magoo Digital