vanessa620

Vanessa Quintiliano

App CBH

Entre 15 e 18 de setembro Samorin, na Eslováquia, será a capital do Enduro. A cidade será sede do Campeonato Mundial de Enduro da Federação Equestre Internacional.  A prova terá 160km de extensão ao longo do rio Danúbio, divididos em cinco anéis, e a largada será às 6h do dia 17/09, sábado. A disputa terá a participação de 194 atletas de 47 países.

fei endurance

“Vamos participar da competição com cinco conjuntos e dois reservas. Esperamos conquistar um bom resultado por equipe. Neste ano tivemos muitas dificuldades em relação à logística, porque os animais tiveram que ficar em quarentena no Uruguai. Por outro lado, pudemos manter a equipe junta, com o mesmo padrão de treinamento e sob a supervisão do veterinário chefe, o Dr. Henrique Garcia”, conta Renato Salvador, diretor de Enduro da Confederação Brasileira de Hipismo.

A equipe é formada por André Vidiz / Montalban Endurance, Higor de Marchi / IP Sahid Shah, Pedro Marino / RSC Dixi, Rafael Salvador / SM La Turca e Rodrigo Barreto / Ouassal Du Barthas. Os reservas são Ana Carla Maciel e Mônica Graziano.

A presença do Brasil com equipe completa na competição é um compromisso da CBH com o desenvolvimento do esporte nacional. Na última edição dos Jogos Equestres Mundiais, em 2014, o Brasil teve dois cavaleiros entre os 20 melhores do mundo, Rafael Salvador e André Vidiz, ambos titulares da equipe que compete sábado.

“A nossa participação no Mundial desde ano só se tornou possível devido ao empenho dos proprietários, cavaleiros e da CBH, que não mediram esforços e recursos para representar o Brasil nesse evento”, finaliza Renato.

Resistência e força dos conjuntos são as palavras chaves na modalidade, que tem cerca de 6.000 cavaleiros e 10.000 cavalos registrados ao redor do mundo. O Enduro é uma prova de longa distância com percursos de até 160km, uma competição de um dia em que a velocidade deve se adequar à resistência.

Completar a prova é uma verdadeira proeza que só é possível se o cavalo e o cavaleiro estiverem em completa harmonia. O atleta deve assegurar que o animal está em perfeitas condições físicas. Controles veterinários obrigatórios são realizados durante todo o percurso e se houver alguma dúvida sobre a saúde do cavalo (exaustão, claudicação, desidratação, etc), o conjunto é desclassificado.

 

Fonte: MKT Mix Comunicação

                                             ministerioesp227               seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150 / Fax: (21) 2277-9165