superior covid19 2

QUIZ CBH

ID CBH 4

Durante a quarentena da Covid-19 foram diversas as ações para modalidade adestramento. A diretoria de adestramento organizou julgamento online, em que os cavaleiros puderam enviar suas reprises filmadas para que um juiz CBH avaliasse o treino com notas e comentários ajudando o trabalho de cada conjunto. Essa ação foi totalmente sem custos para os atletas que apenas precisavam ter seu ID CBH anual em dia.

Foram criados quizes com questões de múltipla escolha sobre o Regulamento Adestramento CBH 2020 para ajudar os interessados a se atualizar com relação as novas regras e relembrar as já existentes. Até momento já foram lançados 12 e ao todo serão 15 questionários. Esses questionários foram divulgados nas redes sociais e podem ser encontrados no site da CBH (clique aqui).

adestarq1709

Incentivo ao Adestramento em todos os níveis

Para oficiais, diretores estaduais, representantes de atletas e convidados acontecem reuniões semanais às terças-feiras às 19 horas. Nessas reuniões são discutidos diversos assuntos, entre eles, a Rollkur/hyperflexão, abordando como identificar a prática e quais medidas a serem tomadas. "Foram dois encontros muito produtivos com material cedido pelo representante de chief stewards da FEI e Federação Alemã", destaca Sandra Smith de Oliveira Martins, juíza e diretora de adestramento da CBH. Outros dois encontros foram para estudos de casos de julgamento com base em casos reais e os juízes tiveram a oportunidade de conversar e discutir pontos de vista e interpretações do regulamento. "Mais uma vez foi muito produtivo ajudando a abrir a cabeça, ver outros ângulos e interpretações", complementa Sandra.

sandraarqu1709

Sandra Smith de  Oliveira Martins, diretora da Adestramento da CBH e juiza internacional, com a campeã brasileira mini mirim 2019 Isabela Galvão Vieira de Moraes 

A próxima reunião será sobre reprises Freestyle e ainda haverá outros dois encontros: o primeiro para falar sobre o tipo de prova com vídeo internacional e o segundo para atualização de regras e como deve ser julgado o Freestyle.

premiacao brasileiroarquivo6

Ronaldo Bittencourt Filho, presidente da CBH, e Sandra Smith de Oliveira Martins, diretora de adestramento da CBH, com Sarah Waddell e Ricardo Nardy, na premiação do Brasileiro 2019

Freestyle para movimentar a modalidade

Na reunião de atletas de adestramento que a CBH realiza todo ano antes do Campeonato Brasileiro conversou-se bastante sobre incentivar provas com música, uma vez que pode atrair e incentivar muitos amadores e jovens. A coreografia deve se adaptar aos exercícios/movimentos de cada nível e a partir dela é montada a parte musical em sintonia com o ritmo de cada andadura. A música além de combinar com cada andadura (passo, trote e galope) deve passar emoção e ter seus “highlights” enfatizando os melhor es movimentos do cavalo.

"É necessário que os cavaleiros aprendam aos poucos como fazer e executar um Freestyle de sucesso, construindo blocos sólidos e ir subindo de nível depois que cada fase esteja consolidada. Pensando nisso fizemos uma parceria com a Sra Fátima Cavalcanti que está a frente do projeto Dressage Music Kür. A Fátima vai começar a organizar provas com música. Ela e seus colaboradores irão providenciar a musicalização das reprises. O formato da parceria funcionará da seguinte forma: a CBH irá disponibilizar coreografias padrão para cada uma das séries e os cavaleiros com ID CBH válido poderão usufruir dessas coreografias", explica Sandra.

"A Dressage Music Kür irá elaborar a música a pedido de cada cavaleiro a preços muito convidativos. No princípio poderá acontecer que os cavaleiros coloquem uma única música para a prova toda e conforme eles forem sentindo segurança poderão solicitar novas versões de músicas e ir cada vez mais aumentando o grau de dificuldade tanto com relação à interpretação da música como ao desenho de uma coreografia exclusiva para o conjunto. Além disso, o cavaleiro que já tiver uma coreografia e/ou música própria é muito bem vindo. A ideia é facilitar o início de quem sonha em fazer um Freestyle", complementa a dirigente e juíza.



Pontos altos reta final 2º semestre

Com a retomada das atividades esportivas, o Desafio Brasil de Adestramento está confirmado em 3 e 4/10, em São Paulo, 10 e 11/10 em Brasília, 17 e 18/10 em Minas Gerais, 24 e 25/10 no Rio de Janeiro, em 31/10 e 1/11 no Rio Grande do Sul e, a confirmar, em 7 e 8/11,no Mato Grosso do Sul. A novidade fica para possível estréia do Mato Grosso do Sul no circuito e, além do ranking por equipe conforme anos anteriores, haverá um ranking individual por categoria e série (aguarde regulamento completo). A premiação dos campeões será durante o Campeonato Brasileiro de Adestramento, Taça Brasil e Concurso Internacional na Sociedade Hípica Paulista, entre 26 e 29/11. Também estão previstos cursos de atualização de juízes e atualização e promoção de stewards para o quadro CBH.

No Campeonato Brasileiro de Adestramento, o selo do passaporte até a série preliminar - incluindo séries Pônei, Elementar, Preliminar e Cavalos Novos 4,5,7 e 7 anos - está dispensado e a taxa de estabulagem será isenta pela CBH para todos os participantes.


Comunicado Adestramento 01/2020 - Campeonato Brasileiro e Taça Brasil de Adestramento
Calendário Adestramento CBH 2020 - versão 16/9
Regulamento Desafio Brasil de Adestramento 2020

    novo logo cob 75                              52486598 2004012323016475 4886399187605782528 n              seloLeiIncentivoVertical 72

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital