superior covid19

QUIZ CBH

ID CBH 4

O Brasil já pode contar com três conjuntos (cavalo/cavaleiro) que cumpriram o requisito exigido pela Federação Equestre Internacional para formar uma equipe para o Campeonato Mundial de dressage que acontece entre 6 e 10 de agosto em Herning, na Dinamarca.

Neste sábado, 23/4, no Grand Prix do Concurso de Dressage Internacional (CDI3*) de Beloura, em Sintra, Portugal, a faixa de vice-campeão conquistada por Pedro Tavares de Almeida montando Famous do Vouga foi muito comemorada. A dupla cravou 69,630% de nota média final e 72,065% na avaliação do alemão Gotthilf Riexinger, da Alemanha, juiz 5* da Federação Equestre Internacional (FEI). Foi o melhor resultado da dupla reserva do Brasil nos Jogos de Tóquio e representante do Rocas do Vouga Team desde de sua formação em 2021, e o 5º índice rumo ao Campeonato Mundial de Adestramento. Pedro Almeida se manteve na liderança do GP até o último dos 15 conjuntos de quatro países a entrar em pista. O espanhol Cláudio Castilla Ruiz montando Hi-Rico do Sobral venceu com 70,065%, diferença de centéssimos para o brasileiro.

pedro almeida espanha22 6 

Pedro de Almeida e Famous do Vouga: cada vez mais afiados a caminho do Mundial 2022: img arquivo Jerez de Frontera 

Outro conjunto que garantiu índice para o Campeonato Mundial foi Nuno Chaves de Almeida montando Feel Good V.O, do Ilha Verde Team, ao fechar sua apresentação no GP com a nota média final de 67,348% e 67,935% com o juiz FEI5* Gotthilf Riexinger. Foi o 2º índice da dupla que estreou nas pistas no início de abril e com mais esse resultado, que agora está tecnicamente qualificada para o Mundial.

nuno almeida arquivo2304

Nuno Almeida e Feel Good VO tecnicamente qualificados para o Mundial 

Além de Pedro Almeida, o Rocas do Vouga Team contou com outras duas representações no Grand Prix do CDI3* de Beloura: a três vezes olímpica Luiza Tavares de Almeida estreou com Rosa Bella, registrando 61,195% de nota média final, e Thereza Tavares de Almeida, mãe dos atletas, montando Xaparro do Vouga fez 60.500%.

Brasileiros com índices

Três conjuntos que defendem as cores do Brasil já estão habilitados a vagas no Time Brasil de Adestramento por terem alcançado o mínimo de dois índices (MER - Minimum Eligibility Requierement) que é de 66% de nota média final e com um juiz FEI5* em um Grand Prix: João Victor Marcari Oliva montando Escorial Horsecampline, Pedro Tavares de Almeida com Famous do Vouga e Nuno Chaves de Almeida com Feel Good V.O.

A dupla João Victor Oliva e o Puro Sangue Lusitano Escorial Horsecampline foi formada em setembro de 2020. Representantes do Brasil nos Jogos de Tóquio e o melhor resultado do país em Olimpíadas, o conjunto que representa o Campline Horse Team já soma nove índices.

joaovictor arquivo 23

João Victor e Escorial Horsecampline em plena forma com total de nove índices para o Mundial 2022

O também olímpico Pedro Tavares de Almeida, reserva em Tóquio, passou a formar conjunto com Famous do Vouga no início de 2021. Com o Puro Sangue Lusitano de criação da família na Coudelaria Rocas do Vouga, o cavaleiro paulista soma cinco índices rumo ao Mundial.

Nuno Chaves de Almeida montando Feel Good V.O registrou no CDI3* de Beloura o 2º índice rumo ao Mundial, o que habilita o conjunto a uma vaga no Time Brasil. A dupla foi formada em 2022 e é um importante reforço na equipe internacional do Ilha Verde Team. Nuno é cavaleiro brasileiro de família portuguesa e radicado em Portugal e coleciona importantes títulos. Sua montaria, Feel Good V.O, é uma das principais apostas da Coudelaria Ilha Verde na seleção alemã de cavalos atletas para a modalidade. Castanho aprovado em Westfalen, Feel Good V.O representa genética campeã através de Franziskus, Dimension, Parforce.

Sobre o processo seletivo

Participam do processo seletivo para formação do Time Brasil amazonas e cavaleiros seniores que obtiverem pelo menos dois índices (MER) entre 01 de janeiro de 2021 e 04 de julho de 2022. Serão selecionados os conjuntos com os maiores percentuais (resultados isolados por prova) no período 27 de abril a 03 de julho de 2022, excetuando reprises Freestyle: GP e GPS. Serão observados apenas resultados em eventos CDI3*/CDI4*/CDI5*/CDI-W/CDIO, desde que o conjunto participe de todas as provas daquele CDI. Este resultado deve ser atingido em uma reprise Grande Prêmio em dois eventos diferentes, tanto na nota média geral quanto na avaliação de um juíz FEI5*.

De volta ao picadeiro

Pedro Almeida e Famous do Vouga e Nuno Chaves de Almeida com Feel Good V.O retornam as pistas de Beloura neste domingo 24/4 para o Grand Prix Special do CDI3* de Beloura.

Com a fonte: Rute Araujo e fotos de arquivo

    novo logo cob 75                              sec esporte 2              seloLeiIncentivoVertical 72           EUw1EH7X0AE6DBv          institutoethos               pactopeloesporte               horsepilot 

  2020110351982001605034774

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital