superior covid19

QUIZ CBH

ID CBH 4

João, 26, medalhista pan-americano e cavaleiro olímpico fechou a participação do Mundial 2022 nesta segunda-feira, 8/8, em Herning, na Dinamarca, com 73,313% , mais um recorde do Brasil em concursos 5* e se posicionou em 21º lugar entre os 30 melhores do mundo.

No primeiro Grand Prix Special do Brasil em Mundiais, o cavaleiro João Victor Marcari Oliva montando o lusitano Escorial Horsecampline se emocionou com o feito inédito: atingiu a média final de 73,313% no Grand Prix Special, em mais um recorde de aproveitamento em dois dias. O primeiro foi no Grand Prix, em 7/8, com 72,112%. “Estou muito feliz. Meu cavalo está mostrando o melhor dele e eu também estou dando meu máximo. Trabalhamos para isso e agora estamos colhendo o fruto do nosso trabalho”, comemorou o atleta.

joao0808

João e Escorial Horsecampline executando piaffe, um dos pontos mais fortes da dupla

Repercussão - O desempenho do único latino-americano no Grand Special, valendo medalha, mereceu elogios de comentaristas internacionais durante a transmissão das provas, e entre os mais entusiasmados estava o medalhista olímpico britânico Carl Hester na ClipMyHorse.TV, canal oficial da Federação Equestre Internacional (FEI), que elogiou o piaffe do cavaleiro brasileiro e sugerindo que “o conjunto merecia a nota 9 de todos os sete juízes, e não de apenas dois”.

A juíza brasileira FEI4* Claudia Mesquita, que fez os comentários na transmissão do Canal olímpico do Brasil, também foi toda elogios com o cavaleiro que ela acompanha desde a estreia nas pistas: “O João fez uma bela apresentação que só vem a demonstrar todo o trabalho e foco que ele tem tido junto com seu time. É um resultado muito expressivo para ele e o Brasil”, disse. "O desempenho do João foi elogiado por grandes nomes do esporte, com um pouquinho mais de sorte estaríamos na Final do Freestyle", comentou Sérgio Fiori, diretor de Adestramento da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH).

joao0808 1

João e Escorial Horsecampline executou a piroueta

O GP Special contou com a participação dos 30 melhores conjuntos do Grand Prix, quando 93 duplas de 34 países competiram dias 6 e 7/8. Valendo medalha e vaga para a final individual para os 15 melhores resultados, o GP Special foi representado por amazonas e cavaleiros de 14 países. João Victor foi o único atleta da América Latina e se posicionou em 21º lugar. “Não fomos para a final, mas estamos indo embora com muita alegria porque viemos e cumprimos nosso objetivo. Estou muito feliz com o meu cavalo, minha equipe e o resultado.

joao 0808 3

João e Escorial em trote alongado expressivo

No pódio do GP Special, a medalha de ouro ficou para a britânica Charlotte Fry montando Glamourdale com a nota média final de 82,508%, a prata ficou para a dinamarquesa Cathrine Laudrup-Dufour com Vamos Amigos (81,322%), vencedora do Grand Prix no dia anterior, e o bronze foi para a holandesa holandesa Dinja van Liere montando Hermes (78,407%).

Para João Victor Oliva, 26 anos, que já era dono dos dois melhores resultados do Brasil no GP em Mundiais e também em Olimpíadas, nos Jogos de Tóquio, “a tendência é sempre melhorar. É lógico que de vez em quando, não sou só eu, mas todos os cavaleiros, damos um passo para traz para dar dois para frente. Então, agora, é nas próximas tentar manter, não desanimar e aprender com os erros. Graças a Deus aqui no Mundial a gente conseguiu o nosso melhor ou quase o nosso melhor”, finalizou.

joao sergio0808

João recebe os cumprimentos de Sergio Fiori, cavaleiro e diretor da CBH

torcida0808

Missão cumprida também para equipe de apoio do cavaleiro

 devercumprido0808

Quando a sensação é de dever cumprido. À direita Barbara Laffranchi, vice-presidente da CBH, ao fundo Pia Aragão, chefe de equipe,  agradando Escorial

O pódio do GP Freestyle (coreografia com música), acontece na quarta-feira/, 10, com os top 15 da elite da modalidade, entre campeões olímpicos, mundiais, europeus e líderes do ranking.

Acompanhe os resultados do Mundial 2022

Imprensa CBH com coloboração Rute Araujo ; fotos: Luis Ruas

Imprensa CBH

    novo logo cob 75                              sec esporte 2              seloLeiIncentivoVertical 72           EUw1EH7X0AE6DBv          institutoethos               pactopeloesporte               horsepilot 

  2020110351982001605034774

CBH - Site Oficial da Confederação Brasileira de Hipismo -
Rua Sete de Setembro, 81 - Ed. Moscoso Castro, 3º andar - CEP: 20050-005 Rio de Janeiro (RJ) - Tel: (21) 2277-9150

Horário de Funcionamento: 08:00 às 18:00 hrs - Seg. à Sex.

© Copyright 2010 - 2017 | Todos os direitos reservados | Produzido por  Magoo Digital